.

Busca no Site

Bicho Preguiça Brasil

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site
Bem-vindo à Loja Virtual da Bicho Preguiça!

Você está agora em:

WRAP SLINGS 

                                                

O que é o Wrap Sling?

Wrap Sling é uma faixa grande de tecido, sem emendas que proporciona diversas possibilidades de amarrações (barriga com barriga, lado e costas). Com ele o peso do bebê fica distribuído nos dois ombros, dando maior liberdade e conforto para quem carrega e para quem é carregado. Além disso, possibilita as mãos e braços livres para quem carrega, sendo possível execução de tarefas simples e até prática de exercícios físicos leves com o bebê.

Wrap Sling molda-se ao corpinho flexível do bebê, aproxima os corações, acalma, auxilia nas cólicas e desconfortos, reduz o choro, libera as mãos, dá o suporte necessário para cabeça e pescoço e permite a amamentação discreta em locais públicos. Ele é ótimo para embalar e passear, protegendo seu filho do sol e do frio, de intervenções indesejadas e perturbações externas.

Ele pode ser usado desde o primeiro dia de vida do bebê, inclusive com bebês prematuros, até quando o adulto aguentar carregar a criança (por volta de 3 a 4 anos). É uma forma de manter o bebê pertinho do seu coração, sentindo seu calor, reforçando o vínculo, a comunicação e o carinho. Pertinho, o bebê fica com livre acesso ao peito da mãe, facilitando a amamentação e pode dormir confortavelmente quando desejar.

Aproveite o colo! Essa fase passa voando e deixará saudades. 

    
                                                                                         

    

 

Algumas características do Wrap Sling Bicho Preguiça:

- pode ser usado desde o nascimento até idades mais avançadas;

- distribui o peso entre os ombros, costas e quadril de forma simétrica;

- apoia a cabeça do bebê que ainda não tem total controle do pescoço, essencial quando o bebê dorme;

- esticando o tecido até atrás dos joelhos, as pernas do bebê ficam flexionadas (posição de sapinho), com os joelhos acima do nível do bumbum, permitindo o correto posicionamento das pernas quando sentado (formando um M);

- possui diferentes tipos de amarrações para que o bebê possa ser carregado peito-a-peito, do lado ou nas costas, sentadinho ou semi deitado (posição para amamentar);

- não há pontos de pressão no carregador, respeitando a curvatura natural da coluna do bebê;

- os Wrap Slings Bicho Preguiça não possuem aquele quadrado de tecido estampado no meio do sling, para não aumentar o calor pelo excesso de pano. O Wrap Sling já tem tamanho suficiente para dar todo o suporte que o bebê precisa.

 

Regras básicas para uma boa slingada com o Wrap Sling:

- a posição ideal para carregar o bebê no Wrap Sling é de cócoras, na vertical, com os joelhos mais altos que o bumbum e com a coluna arredondada;

- em qualquer posição mantenha os tecidos abertos (faixas) de um joelho a outro joelho para que o bebê fique acocorado, com a coluna em C;

- a amarração deve ser firme e muito bem tensionada, prega por prega, evitando que o bebê fique muito baixo;

- preste atenção para que o tecido não fique enrugado nas costas do bebê;

- nunca cubra o rosto do bebê com o tecido. Você poderá tirar o tecido do rosto do bebê dobrando as faixas sobre os ombros;

- nunca deixe o rosto do bebê comprimido no busto de quem carrega. O rostinho do bebê deve estar sempre de ladinho.

- nunca soltar o bebê até a amarração estar completamente concluída;

- sempre finalizar a amarração com um nó completo (duplo);

- o porta-bebê e o contato já gera calor para o bebê. Evite colocá-lo no sling estando muito agasalhado;

- com bebê que ainda não tem o controle da cabeça, leve o tecido até em cima, apoiando sua nuca;

- quando o bebê souber sentar sozinho, ele poderá ficar sem apoio na cabeça e com os braços pra fora do pano, tendo maior liberdade dentro do sling;

- deixe os pés do bebê livres de calçados;

- carregar o bebê face ao mundo não é fisiológico e, por isso, não é indicado fazê-lo por muito tempo;

- sempre carregue o bebê na altura de beijinhos, para não deslocar o centro de gravidade do cuidador, forçando sua coluna.

                                                       

 

Dicas:

- É normal o bebê reclamar um pouco enquanto você faz a amarração, o que não significa que ele não vá gostar. Balance-o, caminhe e converse com ele para acalmá-lo enquanto finaliza; 

- Observe o bebê. Se ele não parar de reclamar, pode ser que o Bicho Preguiça não esteja amarrado corretamente. Também é possível que ele tenha outra necessidade no momento. Respeite o tempo do bebê.

- Até pegar o jeito, coloque o bebê no sling quando ele estiver bem satisfeito, depois de mamar, por exemplo. Isso vai facilitar. 

- Não se preocupe, o jeito dos ajustes e as amarrações você pegará com a prática. 

- Até pegar confiança, faça a amarração na frente de um espelho.

 

Como usar o Wrap Sling?

Nosso manual de instruções do Wrap Sling e nossos vídeos ainda não estão prontos. Enquanto agilizamos esse material, separamos alguns vídeos que mostram as amarrações que indicamos. São elas:

 

Posição peito-a-peito 1 - Amarração básica Cruz (a partir de 0 meses):

Essa é a primeira amarração para aprender e a que mais será utilizada na fase de adaptação com o Wrap Sling. Assista ao vídeo e acompanhe o passo-a-passo escrito logo abaixo.

 

1) Centralize o sling em sua frente, encontrando a etiqueta da Bicho Preguiça, pois ela indica o meio do tecido;

2) Cruze o pano nas costas fazendo um X, passando uma faixa acima de cada ombro oposto;

3) Puxe as faixas para frente, cuidando para não deixar o tecido torcido;

4) Abra o tecido que ficou no abdômen, onde o bebê entrará;

5) Coloque o bebê nessa bolsa, na posição vertical, puxando uma parte do tecido para baixo de seu bumbum, formando uma cadeirinha com o tecido. As perninhas do bebê devem ficar flexionadas, com os joelhos mais altos que o bumbum;

6) Puxe as faixas de tecido para ajustar o Bicho Preguiça no seu bebê, sinta que ele está bem grudadinho em você, embaixo e acima.
Pode parecer apertado, mas o ajuste e firmeza do tecido são importantes para o conforto e segurança de ambos. Ajuste preguinha por preguinha, deixando o porta-bebê bem tensionado e esticado (não deixar ele enrugado nas costas do bebê);

7) Cruze o tecido em X, passando por debaixo das pernas do bebê e levando as faixas para trás. Nesse momento, para não forçar a abertura de pernas em um bebê muito pequeno, você poderá fazer um twist ou uma torção nas faixas logo abaixo do bumbum do bebê antes de levar as faixas para trás;

8) Termine a amarração com um nó firme nas costas, do lado, ou na frente.

9) Ajeite as faixas de tecido sobre os ombros, podendo dobrá-las nos ombros, caso queira aumentar o campo de visão do bebê.

10) Verifique se a faixa horizontal (de dentro) está subindo até o pescoço do bebê. 

11) Abra as duas faixas verticais (de fora), se desejar aconchegar a cabeça do bebê ou se desejar protege-lo do frio;

12) Certifique-se para que o rosto do bebê esteja livre e desobstruído. Nunca deixe o rosto do bebê comprimido no busto de quem o carrega. Se necessário, dobre as faixas de tecido sobre os ombros para tirar o tecido do rosto do bebê.

 

Posição peito-a-peito 2 - Amarração básica Canguru (a partir de 0 meses):

Essa é uma variação da primeira amarração. Ela é a amarração mais fisiológica, pois deixa as perninhas mais levantadas e a curvatura da coluna do bebê e o assoalho pélvico da mãe são respeitados. Além disso, por ficar apenas uma camada de tecido cobrindo o bebê, ela é uma amarração muito fresca. No entanto, exige um pouco mais de técnica para fazê-la com perfeição.

 

1) Pegue o bebê no colo, na vertical e centralize o tecido nas costas do bebê. A etiqueta da Bicho Preguiça indica o meio do tecido;

2) Jogue as faixas de tecido para trás, passando sobre os ombros;

3) Ajeite uma parte do tecido embaixo do bumbum do bebê, formando uma cadeirinha. Lembre de deixar as pernas mais altas que o bumbum, acocoradas;

4) Inverta as faixas de tecido sobre os ombros;

5) Puxe as faixas das costas para frente, já cruzando e formando um X nas costas;

6) Tensione o tecido puxando cada uma das faixas, preguinha por preguinha. Não deixe o tecido frouxo e não deixe que fique enrugado nas costas do bebê;

7) Faça um twist ou uma torção nas faixas de tecido e cruze-as abaixo do bumbum do bebê;

8) Termine a amarração com um nó firme nas costas, do lado, ou na frente.

9) Ajeite as faixas de tecido sobre os ombros, deixando-as abertas e confortáveis;

10)  Certifique-se para que o rosto do bebê esteja livre e desobstruído. Nunca deixe o rosto do bebê comprimido no busto de quem o carrega. Deixe o rosto do bebê sempre de ladinho.


Compare: Amarração básica Cruz x Amarração básica Canguru

Assista ao vídeo para entender as diferenças ergonômicas entre as duas amarrações básicas.

 

Posição Semideitado Amamentação 1 – Amarração básica em Cruz (a partir de 0 meses)

Essa é uma variação da amarração em cruz, utilizada para amamentar o bebê dentro do Wrap Sling. Você também poderá amamenta-lo deixando o bebê na vertical, afrouxando um pouco as faixas, para que o sling abaixe o suficiente para o bebê alcançar o peito da mãe.

 

Posição Semideitado Amamentação 2 – Amarração básica Canguru (a partir de 0 meses)

Essa é uma variação da amarração canguru, utilizada para amamentar o bebê dentro do Wrap Sling. Mostra de maneira detalhada as variações possíveis com a amarração canguru.

 

Posição Cadeirinha 1 - Amarração Lateral Básica (a partir de 0 meses)

Com essa amarração você coloca o Wrap Sling sobre um dos ombros, imitando o Pouch Sling. Você poderá apoiar toda a cabecinha do bebê no tecido e, fazendo um twist ou uma torção embaixo do bumbum do bebê, para não forçar a abertura das pernas, ela pode ser usada desde o nascimento.

Variação final: você pode ou não abrir as outras camadas de tecido, cobrindo o bebê com 1, 2 ou 3 camadas de tecido.

 

Posição Cadeirinha 2 - Amarração Lateral com falsa argola (a partir de 0 meses)

Nessa amarração você coloca o Wrap Sling sobre um dos ombros, imitando o sling de argola. Seguindo as orientações específicas para essa idade - apoiar a cabeça do bebê com o tecido e fazer uma torção no tecido abaixo do bumbum para não forçar a abertura das pernas do bebê - você também poderá usar essa amarração desde o nascimento.

Variação final: você pode ou não abrir as outras camadas de tecido, cobrindo o bebê com 1, 2 ou 3 camadas de tecido.

 

Posição Mochilinha 1 – Amarração Cruzada nas costas (a partir dos 6 meses)

Com essa amarração o bebê poderá dormir sendo carregado nas costas, como uma mochilinha. Ela também é ótima para crianças maiores, por dar um bom suporte e distribuição do peso do bebê.

 


Posição Mochilinha 2 – Amarração Canguru Rápida nas costas (a partir dos 6 meses)

Essa amarração é a maneira mais rápida para levar o bebê nas costas. Ideal para bebês que estão naquela fase em que se mexem muito e estão mais impacientes.

Atenção! Pois essa amarração exige uma técnica apurada. Para começar a praticar e pegar confiança, peça ajuda de outra pessoa.

 

Posição Mochilinha 3 – Amarração Dupla Rede nas costas

Essa é uma amarração em cruz, mas com o bebê posicionado nas costas. Com essa amarração você poderá carregar dois bebês ao mesmo tempo (um nas costas e outro na frente), se for o caso. Além disso, essa amarração é indicada para gestantes, por preservar o assoalho pélvico.

 

Clique aqui para escolher um Wrap Sling em nossa loja virtual.

Para assistir outros vídeos com o passo-a-passo mais detalhado, acesse nosso blog. (em breve)

Qualquer dúvida, estamos sempre à disposição para ajudar: bichopreguicabrasil@gmail.com